11 de dezembro de 2008

4. Características da burocracia segundo Weber

· Caráter legal das normas e regulamentos – Que são estabelecidos por escrito e que abrangem todas as áreas da organização, prevêem todas as ocorrências e as enquadram dentro de um esquema definido capaz de regular tudo o que ocorre na organização (estrutura social legalmente organizada).
· Caráter formal das comunicações – A burocracia é uma organização ligada por comunicação escrita, para proporcionar comprovação e assegurar a sua interpretação unívoca, utilizado formulários para rotinizar e facilitar o processo.
· Caráter racional e divisão do trabalho – Racionalidade das atividades para que os objetivos sejam atingidos, estabelecendo as atribuições da cada participante, que ocupa um cargo específico.

· Impessoalidade nas relações – Não importa quem ocupa o cargo, mas o que esse ocupante deve fazer. O poder de cada pessoa é impessoal e deriva do cargo que ocupa. Esta característica garante a continuidade ao longo do tempo: as pessoas vêm e vão, os cargos e funções ficam.

· Hierarquia de autoridade – Define quem manda em quem e quem obedece a quem. Todos os cargos são dispostos em uma estrutura hierárquica que encerra privilégios e obrigações, definidos por regras específicas, evitando ações arbitrárias dos superiores em relação aos seus subordinados.

· Rotinas e procedimentos padronizados – O ocupante do cargo não faz o que deseja, mas o que a burocracia impõe que ela faça (rotinas e procedimentos).

· Competência técnica e meritocracia – A escolha das pessoas é baseada no mérito e na competência técnica e não em preferências pessoais, sendo a seleção, a admissão, transferência e a promoção dos funcionários baseados em critérios de avaliação e classificação válidos para toda a organização e não em critérios particulares e arbitrários.
· Especialização da administração – Os administradores da burocracia não são necessariamente seus donos, acionistas ou proprietários, mas profissionais que se especializam em gerir a organização, causando o afastamento do capitalista da gestão do negócio.

· Profissionalização dos participantes - Cada funcionário é um profissional porque: é um especialista, é assalariado, é ocupante de um cargo, é nomeado pelo superior hierárquico, seu mandato é por tempo ilimitado, segue carreira dentro da organização, não possui a propriedade dos meios de produção e administração, é fiel ao cargo e identifica-se com os objetivos da empresa, administrador profissional tende a controlar cada vez mais as burocracias.
· Completa previsibilidade do funcionamento – Este modelo pressupõe que o comportamento dos membros da organização é perfeitamente previsível: todos os funcionários deverão comportar-se de acordo com as normas e regulamentos da organização.

Nenhum comentário: