quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Celebração do Inútil Desejo.....


Por que você me faz andar sem rumo agora
Se não existe sentido pra nossa falta de destino?
Por que você me faz andar na contramão
E ver em mim pedaços que eu nunca conheci?
O que eu preciso saber pra te ter comigo de novo?
Eu por exemplo, tatuaria em mim
Todas as telas do mundo por um sorriso teu... sincero
Por que você me faz correr tanto
Se uma flor arrancada não sobrevive mais que alguns minutos?
Por que você me faz andar pra trás se o mundo pára e perde a graça
Quando eu te vejo assim partindo
Nem a sede do teu corpo bebendo agua em outro
Nem os teus desejos coloridos
Me fazem desistir e me calam a boca

Nenhum comentário: