quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Modelos de Gestão

1. As dimensões da administração

“Meditar demoradamente na finalidade e missão específicas da entidade (trata-se de empresa privada, de hospital ou de universidade) e especificá-las.”;
“Fazer com que o trabalho seja produtivo e o trabalhador se realize.”;
“Conduzir as repercussões sociais e as responsabilidades sociais da organização.”

2. As três habilidades do administrador

- Habilidades Técnicas (manuseio de coisas físicas) – operação;
- Habilidades humanas (relacionamento interpessoal) – interação;
- Habilidades Conceituais (idéias e conceitos abstratos) – tomada de decisão.

3. Conteúdo e objetivo de estudo da administração
Administração do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência) significa “aquele que realiza uma função sob o comando de outrem”.

- Atualmente ela se refere à “tarefa de interpretar os objetivos propostos pela organização e transformá-los em ação organizacional”.

- Administração é o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos a fim de alcançar objetivos organizacionais. Funções administrativas.

- O conteúdo e estudo da Administração varia de acordo com a teoria ou a escola considerada.

- O conteúdo a ser estudado fornece uma visão ampla, comparativa e, sobretudo, crítica de cada teoria da Administração.

4. O estudo atual da TGA

•Efeito cumulativo e gradativamente abrangente das diversas teorias (escolas) com suas diferentes contribuições e diferentes enfoques.
•Cada teoria surgiu como uma resposta aos problemas empresariais mais relevantes de sua época (resolução de conflito entre capital X empregado).
•De certo modo todas as teorias administrativas são aplicáveis às situações atuais e o administrador precisa conhecê-las bem para ter à sua disposição alternativas adequadas para a tomada de decisão.
•A TGA estuda a administração do ponto de vista da interação e da interdependência entre as seis variáveis principais.

4.1. Seis variáveis principais
•Tarefa (atividades, execução);
•Estrutura (meios de produção);
•Pessoas (equipe);
•Tecnologia (empregada no processo produtivo e na comunicação);
•Ambiente (onde a organização se situa) e
•Competitividade (mercado).

5. A administração na sociedade moderna
•Fenômeno universal no mundo moderno;
•Numerosas atividades administrativas desempenhadas por vários administradores, orientadas para áreas e problemas específicos, precisam ser realizadas e coordenadas de maneira integrada e coesa em cada organização ou empresa (interdependência).

6. Perspectivas futuras da administração
•Mudanças rápidas e inesperadas no mundo dos negócios, no campo do conhecimento e na explosão populacional, impondo novas e crescentes necessidades a que as atuais organizações não tem condições de atender;
•Crescimento e expansão das organizações, que se tornam complexas e globalizadas;
•Atividades que exigem pessoas de competências diversas e especializadas envolvendo problemas de coordenação e, principalmente, de atualização em função das rápidas mudanças (multidisciplinaridade).

Referencias:
CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
DRUCKER, P. F. Introdução à Administração. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.



ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO


1. DESDOBRAMENTO DA ABORDAGEM CLÁSSICA
Origens da abordagem Clássica: Conseqüências da Revolução Industrial e podem ser resumidas de dois fatos genéricos:
O crescimento acelerado e desorganizado das empresas, resultando uma gradativa complexidade em sua administração e exigindo uma abordagem científica em substituição ao empirismo e a improvisação.
A necessidade de aumentar a eficiência e a competência das organizações – maior rendimento possível dos recursos e fazer face à concorrência (competição).

Nenhum comentário: