sexta-feira, 14 de novembro de 2008

COMO COMUNICAR-SE DA MANEIRA CERTA COM SEU CHEFE

A maioria dos chefes gosta quando seus subordinados comunicam efetivamente novas idéias, falam de inovações e melhores formas de atingir resultados. Falando um pouco sobre O Aprendiz, se tem algo que deixa Donald Trump irritado é quando um candidato começa a interrompê-lo repetidas vezes quando ele está falando. O público já presenciou essa cena diversas vezes e deve ter se espantado com a falta de tato que alguns participantes têm demonstrado ao se dirigirem ao chefe. Saber quando e o quê falar é fundamental.

Tenha sempre em mente as seguintes dicas:
Reuniões exigem preparação - Cuidado com o improviso. Antecipe as questões que possam surgir e certifique-se de que você está em condições de respondê-las. Prepare com antecedência todo o material que precisa levar. Esquecer de algum documento que deveria ser apresentado é constrangedor e até mesmo sinal de negligência. Na dúvida, leve mais do que necessário e não os apresente se não surgir a necessidade (prevenir é dever de todos!)

Pense antes de falar - Não se exponha inutilmente. Pense sobre as ações e sentimentos que pretende expressar. Em um episódio de O Aprendiz, um dos membros da equipe perdedora tinha imunidade, ou seja, pelas regras do programa, não estava sujeito a ser demitido, pois havia liderado a equipe vitoriosa no episódio anterior. Porém, no afã de defender seu desempenho, ele disse que sua atuação fora tão boa que estava disposto a abrir mão de sua imunidade, pois tinha certeza de que não seria demitido. A bravata acabou lhe custando a chance de continuar no programa.

Seja conciso nas respostas - Responda objetivamente o que lhe foi perguntado. Não exaspere seu chefe com rodeios, delongas e detalhes que ele não quer saber naquele momento. Se ele quiser saber mais, irá questionar.

Seja direto quando a situação assim exigir - Diga o que você tem a dizer de modo educado, porém firme. Lançar mão de eufemismos, alusões e indiretas não é sinônimo de diplomacia. Na verdade, isso é recebido como um sinal de que você não tem coragem de expor e defender sua verdadeira opinião

Busque a informação certa - Se seu chefe lhe faz uma pergunta e você não tem as informações necessárias para respondê-la, a melhor saída é ser honesto e dizer que precisa buscar mais informações a respeito. Chutar, enrolar ou passar dados incorretos o colocarão numa situação muito pior

Timing é tudo - Principalmente se você tiver de discutir um aumento de salário, uma promoção ou um tema pessoal. É caminho certo para o desastre tentar falar disso com seu chefe quando ele está muito ocupado lidando com algum problema urgente da empresa ou quando ainda está sofrendo o impacto de alguma má notícia ou revés. Use sua sensibilidade e bom senso para perceber se o momento é adequado ou não.

Saiba argumentar - Não confunda argumentação com discussão. Se tiver de contrariar seu chefe, certifique-se de que sua argumentação é sólida. Apóie-se em números, dados e fatos, e não apenas em opiniões. Mantenha o tom cordial para evitar bate-bocas e confrontos. Não encare a situação como uma disputa. A palavra final é dele, mas você poderá ajudá-lo a chegar à decisão mais adequada se fornecer informações úteis.

Atenção com a linguagem corporal - Ao falar com o chefe, mantenha uma postura alerta e poderá sofrer um duro golpe
Encaminhe este e-mail para sua rede de amigos para que eles também tenham acesso ao teste de Q.E. - Quociente Empreendedor. Acesse www.oaprendiz.com e faça o seu networking funcionar.
Ricardo Bellino é fundador da Trump Realty Brazil, tendo sido considerado pelo próprio Donald Trump, em seu novo livro "Pense como um Bilionário", como uma verdadeira inspiração e exemplo para os aspirantes a aprendiz. É também o mentor do INEMP - Instituto do Empreendedor e autor dos livros PDI - O Poder das Idéias e Sopa de Pedra, ambos sucesso de crítica e vendas.

** Silvana Case é vice-presidente executiva do Grupo Catho, uma das maiores empresas de consultoria em Recursos Humanos no país. Responsável pela área de consultoria estratégica junto à presidência de empresas, através de trabalhos de executive assessment e headhunting. Coordena e administra a área de orientação de carreira para executivos. Nos últimos dois anos vem conversando com empresários e CEO's para conhecer a fundo a trajetória profissional de pessoas que fazem a diferença no cenário econômico brasileiro - pessoas que chegaram lá. Para conhecer um pouco dessas histórias de sucesso, acesse www.catho.com.br/jcs

Nenhum comentário: