sábado, 27 de janeiro de 2007

Aqui devemos lembrar em linhas gerais o histórico da problemática ambiental e sua evolução até as tentativas atuais para construir o conceito de turismo e desenvolvimento sustentável:


1972 – Conferência da ONU sobre Meio Ambiente Humano em Estocolmo: primeira iniciativa do gênero para examinar a questão de maneira global e coordenada na busca de soluções aos problemas existentes e definir linhas de ação para a problemática ambiental.


Ana Vitória - Turismologa - IESPES
Hilarindo - Baicharel em Direito - FIT

1974 – Ignacy Sachs e sua equipe interdisciplinar, sediada no CIRED – Centre International de Recherche sur l’Environnment et le Dévéloppement, reelaboram a questão do ecodesenvolvimento, criada em Estocolmo em 1972, ampliando e diversificando seus horizontes.





1974/1975 – Com a Declaração de Cocoyoc de 1974, e o Relatório Que Faire apresentado no final de 1975 pela Fundação Dag Hammarskjold, por ocasião da 7ª Conferência Extraordinária das Nações Unidas, reutilizaram as idéias de Sachs e sua equipe, sem utilizar, contudo o termo ecodesenvolvimento de forma explícita, mas as expressões um outro desenvolvimento e desenvolvimento sustentado.
1982 – Em Nairóbi, Quênia, sede do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, realizaram-se reunião comemorativa do 10º aniversário da Conferência de Estocolmo, quando se procedeu à avaliação dos resultados até então obtidos e a um exame da mudança de percepção da problemática ambiental.




Rosilete Meneses - Turismologa
Marcelo

1983 – Em resposta a uma decisão da Assembléia Geral da ONU, foi estabelecida a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, presidida pela norueguesa Gro Brundtland. O objetivo amplo foi reexaminar a questão ambiental, interrelacionando-a com a questão do desenvolvimento, e propor programas de ação. Quatro anos depois se elaborou o relatório final da comissão, intitulado Nosso Futuro Comum, conhecido também como Relatório Brundtland. Desse relatório surge com mais força a expressão desenvolvimento sustentável, com intenção de despertar a conscientização pública e evidenciar a necessidade de um melhor gerenciamento do meio ambiente para sustentar o planeta Terra.




Roberto Lavor, Lilian Pinto, Erica

Turismologas/o IESPES
1992 – Muitas da idéias e percepções do Relatório Brundtland foram discutidas na Rio-92. Entre as principais destacam-se: a Carta da Terra, uma declaração de princípios básicos a serem seguidos por todos os povos com respeito ao meio ambiente e ao desenvolvimento; e a Agenda 21, um plano de ação com as metas aceitas universalmente para o período pós - 1992 e entrando pelo século 21.



ELizangela Aguiar - Turismologa
IESPES - Santarém - Pará
Em abril de 1995, por iniciativa da ONU, realiza-se a Primeira Conferência sobre Turismo Sustentável, em Lanzarote, nas Ilhas Canárias. Foi co-patrocinada pelo Programa Ambiental dessa mesma organização, e pelo Programa sobre o Homem e a Biosfera da UNESCO e pela OMT.

Nenhum comentário: