sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Tanto a perder, eu aprendi a ganhar. Ambos chorando eu desenhava este sorriso. Eu sei os dois no chão que só olhar para o céu. Joguei muitas vezes fundo sempre que baixo, já sei que amanhã eu vou carregar... Espanta-me então, como está sendo o ser humano, aprendi a ser eu mesma. Eu tinha que sentir a solidão para aprender a se juntar a mim...Tentei ajudar os outros, aprendi a esperar que ele me pediu ajuda muitas vezes. Eu faço apenas o necessário, a melhor maneira que eu e os outros que fazem o que querem. Eu vi tantas lebres correndo sem sentido que eu aprendi a ser tartaruga e apreciar o caminho.

Nenhum comentário: