sexta-feira, 1 de março de 2013

Eleitores irregulares no Pará podem ter o título cancelado

Prazo para regularizar situação vai até o próximo dia 25 de abril.
Quem não votou nas últimas 3 eleições pode estar sujeito ao cancelamento.

 
 
 
 
 
 

Os eleitores paraenses que não votaram nas últimas 3 eleições consecutivas, e não justificaram a ausência, precisam regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral até o próximo dia 25 de abril.
Caso contrário, eles podem ter o título de eleitor cancelado. No Pará são mais de 97 mil eleitores em situação irregular. Só na capital, são 24 mil pessoas que além de não votar, também não justificaram o voto nas três últimas eleições.
 
Quem estiver nesta situação deve ficar atento, porque o Tribunal Superior Eleitoral não envia nenhuma notificação sobre a irregularidade. Para regularizar a situação, o eleitor deve procurar qualquer cartório eleitoral do estado ou, na capital, a Central de Atendimento ao Eleitor. É necessário pagar uma taxa de R$ 3,50 por turno em que a pessoa não votou. Além disso, é preciso levar também o título de eleitor (se a pessoa ainda tiver) e um documento de identidade com foto.
 
O cancelamento do título impede o cidadão de tirar carteira de identidade e o passaporte, por exemplo, além de uma série de outros impedimentos. “Aquela pessoa que não está quite com a Justiça Eleitoral está sujeita a uma série de sanções, perde uma série de direitos que o cidadão que está regular com a Justiça Eleitoral tem. Então é importante que todos aqueles que não votaram, independente do motivo, compareçam a um cartório eleitoral e regularizem a sua situação“, explica o chefe de cartório eleitoral, Rafael Xavier.
 
O diretor geral do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, Miguel Santos, faz um alerta. “É bom esclarecer que é considerado uma eleição em cada turno. Por exemplo, o eleitor da capital que deixou de votar no plebiscito em 2011 e nos dois turnos de 2012, está sujeito ao cancelamento”, explica.
 
Ele também deve procurar a central de atendimento para regularizar a situação reestabelecendo a situação eleitoral dele. Nesse caso, ele deve portar o título de eleitor, se ele ainda tiver o documento, um documento de identidade com foto, e um comprovante de residência.
 
Caso o título de eleitor já esteja cancelado, a orientação do TRE é que o cidadão procure um cartório eleitoral ou a Central de Atendimento, levando o título de eleitor, um documento de identidade com foto e um comprovante de residência
 
Do G1 PA

Nenhum comentário: