terça-feira, 12 de julho de 2011

DESPEDIDA AGORA?

Perder-te quando tudo é fantasia,

Deixar-te quando tudo é esperança;
Partir quando a existência é poesia,
Nossa vida?
Doces sonhos de criança.
Um adeus quando és minha própria vida.
Quando minha morte é o viver sem ti.
Porque existir entre nós despedida?
Não vá já te implorei, já te pedi.
Partir?
Quando tudo é bela quimera?
Quando a vida nos sorri em primavera.
Quando nossa alma palpita em desejos.
Partir?
Fique.
Tudo belo há de ser.
Só junto de ti, querida sei viver.
Minha vida se resume em teus beijos.

Amor e Paixão
Direitos Reservados

Nenhum comentário: