quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Me Acalmo Me Desespero - Cazuza

O amor deflagra guerras
No coração de quem ama
Um bandido sórdido
Uma menina linda
O amor lança seu ferrão
No desamparo dos amantes
É um inseto louco em volta da luz
Um lobo solitário uivando na escuridão
Do amor pouco sei
E quase tudo espero
Amando eu me acalmo e me desespero
O amor faz da minha voz
Um gemido surdo
De mim um escravo lanhado
Um tigre encurralado
O amor sombreia as trevas
Clareia até cegar
É um lar que não abriga
O crime perfeito de dois assassinos

Nenhum comentário: