segunda-feira, 12 de abril de 2010

Sair por aí a caminhos



Sair por aí a caminhos
Sem rumo e sem destino
A procura de carinhos.
E assim fui me dirigindo
Até encontrar com alguém
Que por aí me desse
A esperança de não ser ninguém...
Que na estrada da vida pudesse
Oferecer-me o que tanto procurava.
Cansado já pelo caminho,
De repente, alegra-me o que buscava,
Numa linda e alegre pracinha,
Naquele momento já me contentava
De lá ver, meus lindos netinhos
Que pulavam e brincavam
Junto com outras criancinhas.
Correram todos e me abraçavam.
Assim cheguei ao meu destino
Nos braços de meus netinhos
Alegre e feliz

Autor/a desconhecido/a

Nenhum comentário: