segunda-feira, 5 de abril de 2010

Eu Preciso De Você




Como o sol precisa de um poente
Eu preciso de você, só de você
Como toda orquestra de um regente
Eu preciso de você, só de você

Como a flor precisa de perfume
E a mulher de ter ciúme
Quando o seu amor não vem


Preciso tanto de você
Como a noite busca a madrugada
Eu preciso de você, só de você

Se o poeta busca a bem amada
Eu preciso de você, só de você

Só você não sabe a solidão
De tão imensa é uma doença
Que me deu no coração
Se o ateu precisa de uma crença
Eu preciso de você



Antonio Carlos Jobim Aloysio de Oliveira



Nenhum comentário: