quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Feijoada e Caipirinha, uma dupla perfeita

A cozinha brasileira está entre as mais variadas do mundo. Combinação da influência de negros, índios e europeus com os diversos sabores locais, é uma culinária vibrante e rica, capaz de atender a todos os gostos. Mas, sem dúvida, o seu prato mais famoso é a feijoada – sempre acompanhada de uma caipirinha como aperitivo. A origem da feijoada é motivo de controvérsias entre os especialistas do assunto. Muitos acreditam que ela é uma herança dos escravos. Na senzala, eles aproveitavam as partes menos nobres do porco – orelha, focinho, pé, rabo e língua –, que eram dispensadas pelos senhores das grandes fazendas, e juntavam-nas ao feijão para que o caldo ficasse mais grosso. Outros dizem que, na verdade, o prato vem da cozinha lusitana. Em Portugal, feijões de vários tipos, exceto o preto, eram misturados a lingüiças, orelhas e pés de porco – conservados na própria banha do animal – e acrescidos de verduras como couve e repolho rasgados. O mesmo método é utilizado para preparar o cassoulet francês, feito com feijão-branco, carnes de vaca, carneiro, ganso, pato ou galinha, lingüiça, cebola, tomate, alho e temperos. No fim das contas, o único fato com que todos concordam é que a adição do feijão-preto ao prato é uma invenção genuinamente brasileira – carioca, especificamente. Esse incremento foi tão bem aceito que a feijoada logo virou mania nacional. Além de curtir essa delícia, acompanhada por arroz branco, couve cortada bem fininha e refogada no alho, farofa e laranja fatiada, costuma-se servir porções de torresmo acompanhadas de uma boa caipirinha. A combinação perfeita!



Nenhum comentário: